Passagens Aereas

Linhas aéreas inteligentes.

Posts Tagged ‘gol linhas aéreas ebola’

Alta do dólar e medo de Ebola afetam negócios da GOL

GOL Linhas Aéreas Ebola

A alta do dólar não caiu bem para os negócios da GOL Linhas Aéreas. Quando a moeda norte-americana atingiu sua nota máxima durante o início do mês de outubro as ações da companhia despencavam mais de 4%.

Além da alta do dólar em relação ao real as notas da companhia também caíram devido à constatação do primeiro caso confirmado de ebola nos Estados Unidos.

Executivos da GOL Linhas Aéreas confirmaram que com o caso diagnosticado as ações da empresa chegaram a cair até 5,6%.

Outras empresas responsáveis por linhas aéreas nos Estados Unidos também apresentaram queda em suas ações quando houve a confirmação da doença. É o caso da Delta Air Lines ( – 3,26%), Southwest Airlines ( – 2,99%) e American Airlines ( – 3,18%). O grupo LATAN também apresentou uma baixa de 1,39%.

A GOL Linhas Aéreas foi a empresa que mais sentiu com alta da moeda norte-americana, pois possui muitos custos importantes em dólar, como combustível, por exemplo.

O caso de ebola é identificado negativamente pela companhia, pois entidades de saúde dos Estados Unidos avaliaram que o surto da doença pode se espalhar pelo resto do mundo.

Como o Centro de Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos anunciou o caso confirmado, mas não deu maiores detalhes houve um alvoroço entre as companhias aéreas.

Apesar do medo constante com a doença, especialistas afirmam que o impacto que o ebola causa nas ações da GOL é limitado. Como a empresa possui poucos voos com destino internacional a tendência é que este momento complicado seja temporário.

O principal destino dos voos internacionais é justamente para os Estados Unidos. Existem voos saídos de São Paulo (Aeroporto de Guarulhos) com destino a Miami e Orlando. Além disso, a GOL possui acordos de compartilhamentos de voos com a companhia americana Delta Air Lines.

GOL Linhas Aéreas EbolaAntes da alta do dólar e os casos de ebola, a GOL estava marcando alta na demanda pelos seus voos com destino aos Estados Unidos. A empresa estava marcando um aumento de 52%.

Os Estados Unidos configuram – se como o destino mais procurado pelos brasileiros. Segundo a Agência Nacional da Aviação Civil (ANAC), 4,3 milhões de passageiros voam para o país anualmente.